Um homem, que quase morreu ao ser esfaqueado 13 vezes pela namorada, pediu ao juiz que não condene a amada à prisão e a pediu em casamento em um tribunal em Nizhnekamsk, na Rússia. A ré, que não teve o nome revelado, pode ser condenada a até seis anos de prisão por causa do ataque. As informações são da emissora NTY.

A vítima, identificada como Shakur,  ficou hospitalizado por três semanas, com diversos ferimentos pelo corpo. A namorada disse que atacou o homem por estar alcoolizada durante uma briga e garantiu não ter tido intenção de matá-lo.

Fonte: ISTOÉ