No terceiro dia de visita a Israel, o presidente Jair Bolsonaro participa de encontro entre empresários dos dois países, nesta terça-feira (2).

Na oportunidade, fez questão de destacar que a relação entre ambos “veio para ficar”. “Como há pouco nos tornamos noivos, no bom sentido, abrindo aqui uma representação nossa de negócios e tecnologia, de pesquisa, de inovação em Jerusalém, os senhores começam cada vez mais a notar que esse nosso relacionamento veio para ficar”, afirmou o presidente.

No domingo (31), Bolsonaro anunciou que o Brasil abrirá um escritório de representação comercial em Jerusalém, “centrado em ciência, tecnologia e inovação”. A atitude não foi bem recebida. A Autoridade Palestina condenou “nos termos mais fortes” a decisão e convocou seu embaixador no Brasil para consultas.

No entanto, o presidente parece não ter dado muita atenção ao fato. Hoje, ele disse estar à disposição dos investidores. “Estamos à disposição dos senhores empreendedores, os senhores que querem investir no Brasil. É a certeza que serão bem acolhidos, serão bem tratados e que poderão confiar em novo trabalho”, disse o presidente, referindo-se à sua gestão.

Sem citar quais projetos, Bolsonaro voltou a afirmar que o governo está “fazendo a sua parte” ao enviá-los ao Congresso. “Estamos fazendo a nossa parte. Propostas foram encaminhadas ao parlamento. Tenho certeza que o nosso Parlamento, com a sua responsabilidade, com o seu patriotismo, nos dará uma resposta a isso. Outras medidas estamos tomando, como reformas”, completou Bolsonaro.