Secretário confirma que MS não vai receber as três milhões de doses da Janssen

A informação foi confirmada nesta manhã (10) pelo secretário de Saúde, Geraldo Resende

Mato Grosso do Sul não vai receber as três milhões de doses da vacina da Janssen solicitadas na última terça-feira (8) pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso do Sul (Cosems/MS). A informação foi confirmada nesta manhã (10) pelo secretário de Saúde, Geraldo Resende.

“Infelizmente esse quantitativo já havia sido encaminhado para os Estados do Brasil. Todas as localidades já haviam feito um planejamento para aplicação das doses nos municípios. É praticamente impossível reverter essa situação e por isso não vamos receber o quantitativo em MS”, destaca.

Resende ainda destaca que foi feito um pedido ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em relação a atenção as cidades que fazem fronteira. “Levamos ao ministro nossa preocupação principalmente dos municípíos fronteiriços. Queremos acreditar que podemos ter um quantitativo suficiente para imunizar a população e contamos com o apoio dos senadores Nelsinho Trad (PSD), Simone Tebet (PMDB) e Soraya Thronicke (PSL)”, afirma.

Entenda – O Cosems/MS solicitou o lote com 3 milhões de doses do imunizante que deverá chegar ao Brasil na próxima semana, quando estará perto do prazo de validade, que é 27 de junho. Desta forma, o país vai ter de 10 a 14 dias para distribuir e aplicar as vacinas.

Caso autorizasse, o Estado teria que vacinar a população em tempo recorde, já que o imunizante possui um prazo curto de validade. "Temos uma ótima logística e um grande desempenho na aplicação das vacinas que é demostrada pelo percentual de 96,67 das vacinas recebida aplicadas o que nos qualifica para assumirmos o compromisso em receber, distribuir e aplicar essas vacinas em cinco dias", dizia a nota.

Fonte: jornal "A Crítica"