Um trabalho pioneiro desenvolvido pela Universidade Federal possibilita aos deficientes auditivos o ingresso ao ensino superior. E pela primeira vez, um aluno surdo-mudo se formou em administração e conseguiu passar em um concurso público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *