Filho de Chorão diz que pai torcia por Rayssa Fadinha, mas cantor morreu antes da skatista começar carreira

Sem dúvidas Chorão e as músicas do Charlie Brown Jr. dão motivação para Rayssa Leal, a Fadinha, medalhista de prata pelo skate nas Olimpíadas de Tóquio. A maranhense já revelou que o roqueiro não sai de sua playlist. Mas um fato curioso virou meme nas redes sociais: Alexandre Abrão, filho do cantor, disse que o pai já via a atleta andar de skate e “falava que ela ia longe”. Acontece que o músico morreu em março de 2013, enquanto Rayssa, que nasceu em janeiro de 2008, começou a praticar o esporte apenas aos seis anos, em 2014.