Emissoras americanas cortam discurso de Trump para evitar desinformação

Enquanto a apuração dos votos das eleições prosseguia nesta terça-feira, Trump declarava na Casa Branca que vencerá “facilmente” se forem contabilizados “os votos legais”, mas que, se forem incluídos “votos ilegais”, os democratas poderão “tentar roubar a eleição de nós”. Nesse momento, o canal MSNBC interrompeu sua transmissão ao vivo.

“Bom, aqui estamos novamente, na posição incomum de não apenas interromper o presidente dos Estados Unidos, mas também corrigi-lo”, comentou o apresentador Brian Williams. NBC News e ABC News também cortaram o sinal daquela que seria uma entrevista coletiva, mas que foi abandonada por Trump sem atender os jornalistas.

A CNN exibiu o discurso na íntegra, mas o apresentador Jake Tapper fez críticas ao presidente: “Que noite mais triste para os Estados Unidos ver seu presidente acusar falsamente as pessoas de tentarem roubar as eleições.”